quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Aumenta o percentual de famílias com contas em atraso


Embora o percentual de famílias endividadas tenha recuado entre os meses de março e abril de 2012, o percentual daquelas que possuem dívidas ou contas e atraso aumentou pelo terceiro mês consecutivo, alcançando 23% do total. O percentual de famílias sem condições de pagar suas contas em atraso também aumentou. Tanto os indicadores de endividamento, quanto os de inadimplência permaneceram em patamar inferior ao registrado no mesmo período do ano anterior.
O percentual de famílias que relatou possuir dívidas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguros recuou em abril de2012, alcançando 56,8%, ante 57,8% em março de 2012. O número de famílias endividadas continua em patamar inferior ao observado no mesmo período do ano anterior. Na comparação com abril de 2011 o percentual de famílias endividadas recuou 5,8 pontos percentuais.
O cartão de crédito foi apontado como um dos principais tipos de dívida por 73,7% das famílias endividadas, seguido por carnês, para 19,1% e, em terceiro, o crédito pessoal, para 12,4%. Para as famílias de renda até 10 salários mínimos, o cartão de crédito, por 74,2%, o carnê, por 20,1%, e o crédito pessoal, por 12,3%, são os principais tipos de dívida apontados. Já para famílias de renda acima de 10 salários mínimos, os principais tipos de dívidas apontados em abril foram: cartão de crédito, para 68,1% das famílias, financiamento de carro, para 29,8%, e crédito pessoal, para 11,1%.


Fonte: PEIC
A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC - Nacional) é uma pesquisa nacional apurada mensalmente pela CNC a partir de janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas capitais dos estados e no distrito federal junto a cerca de 18.000 consumidores.


Veja a pesquisa completa neste link: