sábado, 6 de outubro de 2012

Censo diz que Brasil possui atualmente 12.904.523 (Doze Milhões, Novecentos e Quatro Mil, Quinhentos e Vinte e Três)

O Brasil possui atualmente 12.904.523 (Doze Milhões, Novecentos e Quatro Mil, Quinhentos e Vinte e Três) empreendimentos, incluindo seus estabelecimentos matriz e filiais. Destes, 11.663.454 são de empresas e empreendimentos privados (90%), 1.144.081 de entidades privadas sem fins lucrativos (9%), e 96.988 de entidades públicas governamentais (1%).

São Paulo é o estado que tem o maior número de empreendimentos, com 3.782.075 de estabelecimentos, equivalente a 29.3% do total, seguido por Minas Gerais com 1.259.610 estabelecimentos, representando 9,8% do total e Rio de Janeiro com 1.054.988 estabelecimentos, ou 8,2% do total.

Os estados com o menor número de empreendimentos são Amapá com 36.393 (0,3%), Acre com 36.197 (0,3%) e Roraima com 23.852 (0,2%) estabelecimentos.

As cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília detém 54% dos empreendimentos nas Capitais brasileiras. 

A Região Sudeste possui 49% de todos os empreendimentos do país, seguida da Região Nordeste e Sul, com 19% cada uma, da Região Centro-Oeste com 8% e Região Norte com 5% dos estabelecimentos existentes no Brasil.

O Setor de Serviços é o que mais possui empreendimentos, com 43,91% do total, seguido pelo comércio, com 42,07%, Indústria com 7,16%, Agronegócio com 4,72%, Setor Financeiro com 1,38% e Serviços Públicos com 0,75% do total dos estabelecimentos.

O Subsetor com mais empreendimentos é o Comércio Varejista, com 32,60% do total, seguido de Serviços Diversos com 13,13% e Turismo, Lazer, Esportes e Serviços Especializados com 9,16%.

A atividade com maior número de empreendimentos é o Comércio Varejista de Artigos do Vestuário e Acessórios com 6,22% do total, seguida da atividade de Comércio Varejista de Mercadorias (Minimercados, Mercearias e Armazéns) com 3,78% do total e Lanchonetes, Casas de Chá, Sucos e Similares com 2,72%.

Os tipos jurídicos Empresário Individual e Microempreendedor Individual representam praticamente metade de todos os empreendimentos brasileiros, seguidos do tipo Sociedade Empresária Limitada e Associação Privada.

Os nomes de pessoas que mais aparecem nas denominações das empresas e entidades são: Maria, José e Antonio para as empresas individuais e MEIs e os termos Comercial, Centro e Auto para as sociedades. 

O Índice de Mortalidade das Empresas Brasileiras vem caindo a cada década. Atualmente, 15,41% dos empreendimentos morre no primeiro ano de vida. Entre um e cinco anos de vida, 41,86% dos empreendimentos desaparece e até 14 anos de vida mais de 75% das empresas encerram suas atividades.

Na década de 70, o índice de desaparecimento de empresas no primeiro ano de vida era praticamente o dobro, ou seja 29,15%. De um a cinco anos naquela década, 59,81% dos empreendimentos encerrava as suas atividades e mais de 85% desaparecia até os 14 anos de vida.

Os empreendimentos brasileiros tem idade média de 8,7 anos, sendo que 13,78% se situam na faixa inicial de até 1 ano, 11,71% de 1 a 2 anos, e 8,81% de 2 a 3 anos. Menos de 1% dos empreendimentos tem mais de 70 anos de existência.

O número de empreendimentos com mais 100 anos é de 149.

Na década de 70, a idade média dos empreendimentos era de 5,2 anos. Assim, verifica-se o aumento da idade média dos empreendimentos brasileiros.

As empresas brasileiras são em sua maior parte de micro e pequeno porte, representando 85% do total. As empresas de médio e grande porte representam somente 15% do total.

As empresas e entidades que possuem filiais somam 190.884, sendo que 92% delas tem uma única filial. O total de filiais é de 401.784.

A empresa que mais tem filiais ativas no cadastro da RFB é a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, com 7.941 estabelecimentos, seguida do Banco do Brasil com 6.201 e Banco Bradesco com 5.664 filiais.




Fonte: Impostometro / IBPT
Confira o estudo completo no link: http://www.ibpt.com.br/img/_publicacao/14477/213.pdf